segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Clássico com chuva, falta de luz, pandaria e empate

São Paulo e Palmeiras fizeram hoje um clássico digno de um choque-rei, temperado com muita chuva, falta de luz, pancadaria e alguns momentos de bom futebol.

Depois de muita chuva e um teste de peso para o sistema de escoamento do gramado do estádio do Morumbi que resistiu bravamente à enxurrada que caía sobre a cidade de São Paulo esta tarde. Já o das arquibancadas foi um belo fiasco, não conseguindo escorrer os milhares de litros d'agua que caia no Cícero Pompeu de Toledo, os torcedores nadavam e mergulhavam como crianças que nunca viram piscinas enquanto aguardavam o início da partida. Mesmo sob a irritação de Felipão o arbitro disse que o jogo seria realizado, tendo inicio com uma hora de atraso.



Mal havia começado o jogo, via-se que os dois times não estavam ali para perder nenhum ponto. Miranda rapidamente se desentendeu com Valdívia que apenas foram advertidos. Minutos depois foi a vez de o zagueiro são-paulino entrar em atrito com o zagueiro alvi-verde Danilo, dessa vez remediados com um amarelo.

O São Paulo estava melhor e aos 25 minutos, Fernandinho abre o placar para os donos da casa com um golaço num chute cruzado e certeiro no ângulo do gol protegido por Deola. Segundos depois falta energia no estádio paralizando a partida por mais 20 minutos. O jogo tem reinício de onde parou, com o São Paulo melhor novamente, mas sem conseguir nada.

O São Paulo inicia melhor a segunda etapa. A partida estava nervosa, os jogadores estavam com ânimos exaltados. Felipão tira Danilo, que tinha amarelo e estava perto de tomar o segundo pelo nervosismo e põe Leandro Amaro. Aos 13 minutos do segundo tempo foi a vez de Alex Silva perder a cabeça e ser expulso, quando o atacante Adriano se joga na área, dando empurrões e pedindo satisfações.

Um jogador a mais era o que o Palmeiras precisava para, enfim, tomar conta da partida. Depois de dois milagres de Ceni, o atacante do palmeiras, Adriano recebe uma bola na cara do goleiro tricolor, após tabela entre Kleber e Valdívia, e com um chute cruzado empata a partida aos 39 do segundo tempo. E acaba assim o jogo.

6 comentários:

  1. esse classico para mim foi uma vergonha tinha mais falta do q proprio fultebol e não podemos dizer q era por causa da chuva o campo estava em boas condições para uma partida de fultebol o q não estava bom mesmo era o jogo mais ate ai tudo bem agora o sistema de egoamento de agua do estadio cicero bombeu de toledo estava e estar muito fraco era esse estadio q queriam levar para a copa com 15.000 mil pontos ou lugares cego ia ser uma vergonha. Mais o q eu gostei mesmo foi com esse empate o timão praticamente assume a lideraçar.

    ResponderExcluir
  2. Pois é joao, mas agente tem q levar em consideração a quantidade de agua que caiu no Morumbi, com uma chuva parecida ano passado Corinthians x Flamengo jogaram polo aquatico no maracana, pelo menos ontem a bola rolava tranquilo ou suficiente para os times nao usarem o gramado para desculpa.
    O jogo foi pior que corinthians e santos, e parecido com corinthians e palmeiras, recentemente, com algumas vantagens, como dois times no mesmo nível e querendo vencer de qlqr forma e algumas desvantagens, como os desentendimentos q convenhamos dá até um toque de interesse a mais para assistir o jogo!!

    Sobre o morumbi na copa, dessa maneira não dá, mas com alguma reformas seria viável sim. Esse ponto cego mata o estadio!! E o lider é o grande Marília acompoanhado de perto pelo Corinthians, invicto!

    ResponderExcluir
  3. sobre esses pontos cegos teria q derrubar o morunbi e fazer outro eu acho. e o linder se eu não me engano é o mirassol.

    ResponderExcluir
  4. parabens pelo o blog muito bom mesmo.

    ResponderExcluir
  5. E o maluko nadando foi o ápice!
    kkkkkk

    ResponderExcluir
  6. É verdade, marília nem na Série A do Paulistão está.. kkkkkkkkkkkk
    confundi os nomes!!

    Pode acreditar, para tirar todos os pontos cegos só demolindo, mas talvez derrubando apenas os dois anéis superiores já seja resolvido boa parte dos problemas.

    Muito obrigado pelos elogios João, é o que me move a melhorar cada vez mais!

    Diego, pior que foi mesmo. Os caras pareciam que estavam em piscinas encostado nas cadeiras e conversando tranquilamente, outros viraram crianças mergulhando e brincando de folego, mas o melhor foram os nadadores!!
    huasuasuhs

    ResponderExcluir