domingo, 27 de fevereiro de 2011

Flamengo é o campeão da Taça Guanabara

O Flamengo conseguiu vencer o torneio que representa o primeiro turno do campeonato carioca após vencer a modesta e boa equipe do Boa Vista, se classificando assim para a final do estadual. O jogo não representava apenas a final da Taça Guanabara, representava a vitrine do Flamengo para conseguir um patrocínio para sua camisa.

No primeiro tempo o rubro negro jogava amarrado e cauteloso, tocando muito a bola no meio campo e chegando ao ataque poucas vezes com timidez. Do outro lado um Boa Vista nervoso sem conseguir impor seu jogo proposto, que era jogar no contra ataque. Foi assim a primeira etapa inteira. Luxemburgo havia escalado o time sem nenhum atacante, com o Gaucho improvisado na frente muito marcado e o Botinelli no meio ao lado de Thiago Neves, talvez isso justifique a falta de criatividade do rubro negro pelo meio e as poucas chances de gol. Patrícia Amorim dependia desta vitória para estourar o nome do rubro negro no mundo e tentar fazer a contratação de Gaucho se tornar rentável.

No segundo tempo, vendo a carência de um jogador na frente pra ajudar o Ronaldinho e Thiago Neves a sair da marcação, manter a bola mais tempo na área da equipe adversária e aumentar as chances de gol, Vanderlei Luxemburgo substituiu Negueba por Botinelli no intervalo, o time já era outro, com muita personalidade o jovem e muito bom atacante conseguia dar nós na defesa do Boa Vista e sofrer faltas perigosas.

A partir dos 15 minutos a equipe do Boa Vista já estava visivelmente esgotada, e seu unico artificio para parar as jogadas do rubro negro eram as faltas. Numa dessas sobre Thiago Neves, aos 25 do segundo tempo, Ronaldinho Gaucho cobrou com qualidade lembrando os velhos tempos por cima da barreira fazendo uma curva que fez a bola sair do gol e entrar rente a trave pegando o goleiro do Boa Vista de surpresa que nada tinha a fazer senão olhar a bola entrar a meia altura dentro de seu gol. Era o que a presidente da equipe mais queria vencer com um gol de Gaucho, ainda mais com esse gol sendo bonito.

O Flamengo se aproveitou da cabeça quente dos adversários e quando não sofria as faltas simulava e arrancava cartões para o adversário que acabou perdendo sua principal referência de ataque, Frontini, expulso por tentar agredir Renato Abreu. Daí em diante o Flamengo só esperou o arbitro dar o apito final.

Com a vitória por 1 a 0 o Flamengo se tornou o novo campeão do torneio, com méritos e de forma invicta. Foi a melhor partida de Ronaldinho Gaucho que enfim jogou de maneira mais simples e pro time, mas o destaque foi Thiago Neves e Negueba que mais uma vez não se intimidou com a decisão e parece estar acostumado com o peso da camisa. Leonardo Moura fez uma das suas piores, fominha diversas vezes e pouco ofensivo. Já Luxemburgo provou que ainda tem algo para dar, apesar dos supostos envolvimentos em lucros indevidos e por sua vaidade a frente dos interesses do coletivo, substituindo muito bem e organizando o time quando estava mal no jogo.

Fica a expectativa dos dirigentes flamenguistas de conseguir aposentar o velho e pouco rentável flamengo.com.br das camisas, que mais servem de blefe para dizer que não estão desesperados por patrocínio, quando na verdade desespero é eufemismo.

Só acho um crime contra a belíssima história do Flamengo e dois de seus protagonistas importantes, Zico e Pet, serem utilizados em comparações com o Ronaldinho pelo gol. Gaucho tem tudo para entrar pra história do time, mas vamos com calma, tem que mostrar muita coisa. Ele só fez 6 ou 7 jogos e desses não mostrou nada de impressionante ao ponto de ser chamado de ídolo, o gol de hoje foi bonito, ainda assim não se compara aos que Petkovic e Zico faziam, tanto no quesito beleza quanto no quesito importância.

Nenhum comentário:

Postar um comentário